Informação sobre o curso

Manifestar interesse Pedir contacto
  • Duração50.0 horas
  • Condições de Inscrição

    Empregados e desempregados inscritos no IEFP há menos de 12 meses com habilitações iguais ou superiores ao 12ºano.

  • Objectivo Geral

    • Explicar a importância da comunicação para o adequado desempenho do técnico familiar e de apoio à comunidade.
    • Identificar as técnicas de comunicação adequadas ao desempenho do técnico familiar e de apoio à comunidade.
    • Identificar fatores de natureza cultural, familiar e de género que podem interferir na comunicação.
    • Identificar técnicas de comunicação em contextos e com públicos diversificados.

  • Metodologia

    Organização de sessões teórico-práticas de acordo com metodologias expositivas, através da apresentação dos conteúdos e temáticas.
    Nas diversas sessões a metodologia activa será desenvolvida através da aplicação de propostas de trabalho que permitam a análise e reflexão de estudos de casos, Brainstorming’s e Role Play’s de forma a potenciar a aprendizagem pela utilização prática da linguagem.

  • Conteúdos Programáticos

    • Princípios da comunicação na interação com o utente, cuidador e/ou família
      • A comunicação na interação com pessoas com alterações de comportamento
        • Agressividade
        • Agitação
        • Conflito
      • Pressupostos na interação com pessoas com perturbações mentais: empatia; comunicação não verbal
      • A interação com pessoas com problemas de comunicação
    • Identificar estratégias de comunicação com o doente e seus familiares e/ou cuidadores
    • Princípios e conceitos fundamentais de dinâmica familiar
      • Conceito de família
      • Papéis e funções da família
      • Estratégias de comunicação aplicáveis aos vários contextos familiares
    • Comunicação e multiculturalidade
    • Comunicação e género
    • Pilares da relação entre profissional, pessoa apoiada e família ou seus cuidadores
      • Compreensão empática
      • Respeito incondicional pelo outro
    • Escuta ativa

  • Avaliação

    a) A avaliação formativa, que se projecta sobre o processo de formação, permitindo obter informação sobre o desenvolvimento das aprendizagens, com vista à definição e ao ajustamento de processos e estratégias pedagógicas. Os critérios a utilizar deverão ser: A - Assiduidade e Pontualidade (Comparece às horas marcadas e cumpre o horário da formação); B - Participação Ativa (está motivado; interage com o grupo; participa nos grupos de trabalho; coloca questões e exprime opiniões criticas e fundamentadas); C - Impacto de formação (evolução entre o perfil de entrada e o perfil de saída); D - Resultados Alcançados (testes, trabalhos individuias e de grupo; provas em cursos homologados).
    b) A avaliação sumativa, que terá por função servir de base de decisão para a certificação, será suportada em trabalhos práticos (individuais e/ou em grupo), e/ou testes, e/ou observação directa, consuante o mais adequado a cada formando/a. O resultado final deverá ser expresso em ”Com Aproveitamento” (certificação) ou “Sem Aproveitamento”, em função do/a formando/a ter ou não atingido os objectivos da formação.

Manifestar interesse Pedir contacto